Alunos de Criciúma representarão o Estado em competição nacional

Alunos do SESI Escola participam neste final de semana, em Curitiba, do torneio First Lego League (FLL)

Por Redação 14/03/2018 - 10:49 hs

Alunos de Criciúma representarão o Estado em competição nacional
Foto: Divulgação

Este final de semana será de muita expectativa e conhecimento para a equipe Carvoeiros Robots do SESI Escola de Criciúma. Os alunos participam de 16 a 18 de março, em Curitiba, da etapa nacional do torneio First Lego League (FLL). Uma competição que irá receber 85 equipes de todo o país que irão apresentar soluções para problemas encontrados no ciclo humano da água. No ano passado, a equipe de Criciúma garantiu a vaga para a etapa nacional ao ser considerada a terceira melhor na seletiva regional de Santa Catarina.

“Os alunos estão trabalhando no tema da temporada que é hidrodinâmica e estão estudando desde agosto de 2017 situações ligadas ao impacto da ação humana no ciclo da água", explica o professor da disciplina de Educação Tecnológica do SESI de Criciúma, Cleber José Marinho Júnior. “Os alunos fizeram vários questionamentos sobre o consumo da água na própria escola, e, analisando a conta da água da instituição, perceberam que 80% do valor pago se refere aos gastos com a água nos banheiros (descargas e higienização das mãos)", complementa o professor.

De acordo com Cleber, após as pesquisas, os alunos descobriram que é utilizado, em média, 5 a 6 litros de água a cada descarga e 1 litro de água toda vez que a torneira é acionada para a higienização das mãos. “Com este ‘problema’ e com a ajuda das famílias, nossos alunos criaram e implementaram um protótipo de um sistema de reuso e tratamento da água dos lavatórios, concluindo que a cada 5 a 6 lavagens de mãos, é possível economizar uma descarga”, comenta Cleber.

A água que é utilizada na lavagem das mãos passa por um filtro e por um sistema que foi desenvolvido e que faz a leitura da quantidade de água. “Foi implantado um controlador de volume de água que identifica com exatidão a quantidade de cloro que é inserido nessa água para o tratamento adequado. Após o tratamento, a água pode ser reutilizada nas descargas. A partir desta análise, nossos alunos perceberam que, apenas com o tratamento da água dos lavatórios, a conta paga pela escola pode ter uma redução de até 25%”, esclarece o professor.

Além da pesquisa, durante a competição nacional também serão avaliados a montagem de um robô com peças de lego que deverá cumprir missões relacionadas a temática do homem e da água. A força do trabalho em equipe também será avaliada.

“Estamos trabalhando muito, empolgados e orgulhosos de representar a região Sul do Estado na etapa nacional. É um momento de muita gratidão e de consolidação do trabalho desenvolvido em educação tecnológica no SESI Escola de Criciúma”, aponta Cleber.

Os classificados pela etapa nacional do torneio irão representar o Brasil na etapa mundial da competição.